Modelo de negóciosModelo de negócios

Uma revisão do modelo de negócios organizacional da Chevrolet mostrou que
os acessórios ajudam a vender carros, mas muitas reuniões e estudos foram
necessários antes que essas conclusões fossem alcançadas. Até o presidente
da empresa se envolveu na quebra de paradigmas em relação à venda de
acessórios.
Embora tais práticas funcionassem bem em certos níveis da organização, isso
não acontecia nas esferas decisórias, nas quais as vãs influências políticas
tinham muito mais peso do que a eficácia prática. Fábio teve que superar o
egoísmo dos membros do departamento de vendas para conseguir respaldo
para o componente de e-commerce.
https://www.bariguiseminovos.com.br/chevrolet
A estratégia da Chevrolet de usar a internet
como plataforma de e-commerce dificultou a venda da ideia da nova direção.
A iniciativa de e-commerce foi tomada pelo departamento de vendas de veículos,
enquanto o site de fidelidade MyChevrolet foi uma iniciativa de pós-venda. Isso
gerou uma certa rivalidade entre esses departamentos porque, na época, a GM
havia criado o e-GM, um departamento que deveria ter liderado o esforço da GM
na Internet, mas foi desmantelado 3 anos depois – talvez porque, como qualquer
outra modalidade de comunicação e marketing, é difícil ter esse tipo de iniciativa
centralizada em uma grande corporação onde existem várias iniciativas de
Internet distribuídas em várias unidades de negócios.